segunda-feira, 4 de abril de 2011

Os mercados de Melbourne!

Hawthorn Craft Market, dentro de um teatro


Prahran Market, um mercado cheio de degustações!

Bons preços, menos charme...

St Kilda Market, pra animar o domingão!

Queen Victoria Market, a mãe dos mercados de Melbourne!

Se existe um lugar que consegue retratar um pouco do estilo de vida em Melbourne, esse lugar são os markets. Sotaques do mundo todo em meio a produtos igualmente globalizados, aguçando nossos sentidos e nos fazendo conhecer um pouquinho de cada cultura que divide espaço na cidade... Esse é o cenário dos mercados, um ar rural de feira com um quê cosmopolita.

Por isso, tente se livrar da imagem do Pão de Açúcar, que existe em sua mente; os mercados daqui tomam as mais variadas formas, com os mais diferentes temas e cores. São mercados de rua e mercados de galeria; mercados de frutas ou de tecnologia; mercados à beira-mar e mercados à luz da lua, mercados de velharias; mercados de livros e de artesanato; mercados caros, mercados baratos; mercados caídos ou animados, mercados, mercados...

São centenas de mercados espalhados por toda a cidade, todos os dias da semana, em diferentes locais horários. Minha ambição é conhecer todos, “colecionar os mercados”, mas sei que vou fracassar, porque eles se proliferam e não há como controlar esse “market boom” que toma conta da cidade!

O mercado-mãe, aquele que iniciou a proposta informal de vendas, típica dos mercados de Melbourne, é o Queen Victoria Market, inaugurado em 1878. O aspecto geral é o de um Ceasa mais limpo e organizado, mas com mais alma, literalmente. Isso porque, no início, no lugar onde hoje acontece o mercado, existia um cemitério. Após muita confusão, o cemitério e seus inquilinos foram transferidos para outra região e o mercado se tornou o centro do comércio na cidade, o local onde a população se encontrava e fazia suas compras. Assim como em qualquer feira, próximo ao horário de fechamento, os produtos saem por metade do preço!

Muitos foram os mercados que seguiram a linha do Victoria, vendendo desde alimentos, até roupas e plantas. Entretanto, são todos menores e mais caros. O que mais gosto de ir é o Prahran Market. Ocupando quase um quarteirão, na esquina da badalada Chapel St, o mercado se parece com um shopping gourmet, com centenas de barraquinhas vendendo desde frutas e verduras até pães apetitosos, carnes para churrasco e delícias tradicionais da culinária turca, japonesa, vietnamita... Nos corredores, perto da hora do almoço, várias banquinhas oferecem degustação gratuita de seus produtos, uma delícia! Aos sábados, às 11 horas, a banda de jazz Marketeers toca para embalar as vendas! Um programão, mesmo que a ideia não seja fazer compras!

Também na Chapel St, fica o divertidíssimo Chapel Street Bazaar. Instalado dentro de uma galeria, ele funciona todos os dias da semana. Milhares de objetos de decoração antigos, discos de vinil raros, itens de colecionador e roupas que marcaram épocas e gerações estão à venda no bazar, mas é fácil passar horas lá só apreciando as quinquilharias e sair de mãos abanando, afinal, “quanto mais velho o produto, mais caro no mercado!“

O South Melbourne Market, próximo à bela Claredon St, é famoso por funcionar aos domingos e por sua grande praça de alimentação. Muitos produtos têm preços excelentes, mas o charme do lugar é bem menor que o Prahran Market.

Todos os domingos, à beira-mar, em St Kilda, funciona o Esplanade Market. O mercado é como uma feirinha de artesanato, mas com produtos mais sofisticados. Vale mais pela atmosfera do que pelos produtos. O ideal é passear por ele e fechar o dia num dos cafés da Acland St ou num restaurante badalado da Fitzroy, logo ao lado!

Durante o outono, acontece aos sábados, no Atrium da Federation Square, o Fed Square Book Market, com a venda de livros atuais e antigos a preços promocionais. O lugar por si só já vale uma visita, com um livro em mãos então, pode-se fechar o dia em alto estilo num dos charmosos cafés do entorno!

Para quem quer comprar, trocar, fazer rolo com produtos de informática, a dica é conferir o site do Markets & Swapmeets, que organiza mercados de produtos usados aos sábados em Melbourne. Se paga uma entrada de dois dólares para entrar, mas os preços baixos dos produtos compensam o ingresso!

Há certos mercados que também funcionam  à noite, principalmente no verão. Alguns têm bandas tocando ao vivo e são montados a céu aberto. Vale checar aqui quais são e conferir os dias e horários de funcionamento.

Dica final: quando for aos mercados, lembre-se de levar uma eco-friendly bag para carregar as compras, porque muitas banquinhas já não dão mais sacolas plásticas! É o lado sustentável do negócio, sempre em alta no mercado!

2 comentários:

Turquezza disse...

Nossa Marina como você mostrou tudo direitinho rsrs Senti cheiros e sabores, vi cores, curti compras. Acho uma delícia tudo isso. Um ótimo e divetido passeio, não é?
Aproveite sempre.
Beijos.

Marina disse...

Olá Turquezza! Obrigada pelo comentário!

Com certeza, ir aos mercados é um programão aqui! Vá entrando no clima, porque logo você também estará desfrutando destas delícias australianas! rsrsr

Bjos!